Consulta x orçamento!

Consulta X Orçamento:

Quando se discute cobrar ou não, o cirurgião-dentista precisa se definir em qual situação ele se enquadra. Para deixar claro, sou completamente a favor da cobrança da CONSULTA INICIAL, mas nem sempre o profissional oferece essa condição ao paciente.
Vamos usar como exemplo a compra de um carro. Se vc procurar uma concessionária para obter um orçamento sobre o carro X, seria um absurdo ser cobrado por isso, concordam? Vocês buscariam o melhor valor, e encontrariam vendedores tentando lhe convencer a comprar o bem. Após pensar bem, tomaria uma decisão, e buscaria o local mais vantajoso. Isso é “orçamento”!
Agora imaginem outra situação. Você busca uma empresa de consultoria para analisar qual o melhor carro para você comprar. O cliente leva o problema para o consultor, que analisa todas as variáveis e diz para você que, dentro do seu perfil, o melhor carro é o Y. Nesse caso, nem se discute o pagamento, pois ele é óbvio. Isso é uma CONSULTA!
Então, coloque a mão na sua consciência e se pergunte: você faz orçamento ou consulta?
Se o paciente entra no seu consultório dizendo o que quer, como quer, etc… e você passa para ele que seu tratamento é muito bom, o implante é o melhor, suas coroas são lindas, e custam tanto… Estará vendendo um produto. Pior ainda, se o paciente está buscando um lugar onde ele realizará esse procedimento pelo melhor preço e a figura do cirurgião-dentista é vista apenas como mais um que pode executar o procedimento, o paciente vai se sentir comprando um carro. Fazendo ORÇAMENTOS!
Agora, se esse paciente procura o Dr. X, muitas vezes por indicação, para expor seu problema e você, cirurgião-dentista, esclarece o problema que ele apresenta, inclusive mostrando possíveis encaminhamentos para colegas, esclarece as causas que o levaram a apresentar o problema, e sugere soluções viáveis para que ele programe um tratamento dentro da realidade dele, você, com certeza, realizou uma consulta inicial. Nesse caso, fica quase constrangedor para o paciente não pagar a consulta.
O paciente odontológico deve se preocupar em procurar o melhor profissional e não o melhor preço para o procedimento! Então, antes de culpar o paciente, vamos rever nossos conceitos e tentar melhorar nossa profissão!

Filed Under: Informações

Comentários

nenhum comentário

Deixe um comentário

Nome *

E-mail*

Website